FUP cobra posicionamento sobre remanejamento da Segurança Patrimonial FUP cobra posicionamento sobre remanejamento da Segurança Patrimonial

Diversos, Notícias | 13 de junho de 2013

Nesta quarta-feira, 12, a FUP reuniu-se com a gerência da Segurança Patrimonial da Petrobrás e com a gerente do RH – Compartilhado, para discutir a questão do efetivo dos inspetores de segurança interna da empresa. A empresa informou que está promovendo um remanejamento interno destes trabalhadores das unidades onde a Petrobrás entende que existe excesso de contingente para aquelas que necessitam (como o caso da Fafen – MS). Os gerentes afirmaram que este remanejamento é voluntário e, que não haverá obrigatoriedade de transferência, caso o trabalhador não queira. Além disso, também foi tratada a mudança de atribuições do cargo de ISI, ficando a empresa, de apresentar sua nova proposta por escrito. A Petrobrás também afirmou que neste ano e no próximo, não haverá concursos para inspetores, pois a empresa entende que o efetivo existente, hoje, já está acima do necessário.

A FUP contestou a afirmação da empresa sobre o excesso, citando alguns exemplos e, reafirmou a necessidade de contratação de mais trabalhadores. A Federação e seus sindicatos também cobraram o relatório quantitativo por unidade de efetivo próprio e contratado e as premissas usadas para o estudo de referência de efetivo mínimo.

A Petrobrás comprometeu-se em agendar nova reunião, no prazo de duas semanas, para apresentar o estudo de referência que definiu a quantidade de trabalhadores deste setor em cada unidade.

FUP

FUP cobra posicionamento sobre remanejamento da Segurança Patrimonial