Elevadores do Coque: o descaso com os trabalhadores! Elevadores do Coque: o descaso com os trabalhadores!

Diversos, Notícias | 24 de janeiro de 2014

No final do ano passado, o elevador de carga do Coque parou de funcionar. Um operador ficou preso na cabine entre dois andares e teve de ser resgatado com auxílio externo. Sem o elevador, o operador é obrigado a subir pelas escadas até o sexto andar dos reatores, o equivalente a subir um prédio de 13 andares! Isso é feito duas ou três vezes por turno. O operador sofre um grande desgaste por causa do horário do turno e por estar num ambiente hostil para sua saúde. Sem poder usar o elevador, a gerência impõe um desgaste extra para o trabalhador cumprir suas tarefas mais básicas.

O sentimento que se tem na operação é que este elevador virou sucata e não merece nenhuma atenção do setor. Parece que o desgaste imposto aos operadores não tem muita importância. O elevador de carga virou uma geringonça e quem vê se assusta com seu desgaste e falta de manutenção. Outra prova desse descaso é o elevador de cremalheira, que está inoperante há muito tempo.

Acidentes de maiores proporções podem vir a ocorrer se nada for feito. Falta manutenção, mão de obra e investimentos para evitar o sucateamento da refinaria. Os elevadores do Coque são um exemplo de como essa política administrativa da Petrobrás vai destruindo seu patrimônio e colocando em risco a vida do trabalhador. É preciso ações que realmente melhorem a situação no Coque.

As medidas até agora tomadas são claramente insuficientes. É bom lembrar que pode ocorrer alguma emergência que necessite do elevador. Como estão inoperantes ou não são confiáveis, essa emergência pode atingir grandes proporções por não ter sido feito um rápido combate. Entramos em contato com a gerência da Regap para cobrar uma solução. Ficou acertado, que ainda no início deste ano, os elevadores serão definitivamente consertados. Durante esse período, um eletricista, treinamento pela Atlas (fabricante) estará disponível 24 horas para sanar qualquer eventualidade. Diante de qualquer problema, os operadores deverão comunicar os diretores do sindicato.

Vamos ficar de olho!

Sindipetro/MG

Elevadores do Coque: o descaso com os trabalhadores!