Categoria petroleira de Minas Gerais aprova regramento da PLR Categoria petroleira de Minas Gerais aprova regramento da PLR

Diversos, Notícias | 24 de fevereiro de 2014

Por ampla maioria (79% dos votos favoráveis), a categoria petroleira de Minas Gerais aprovou, democraticamente, a proposta de regramento da PLR. As assembleias aconteceram na Regap, onde participaram também os trabalhadores da Usina Termelétrica Aureliano Chaves entre os dias 20 e 24/2. Já na Usina de Biodiesel Darcy Ribeiro, em Montes Claros, as assembleias ocorreram nos dias 18 e 19/2. O acordo foi assinado nesta terça-feira, 25.

CONHEÇA O REGRAMENTO

A nova regra é clara. A partir de agora, o cálculo do montante será entre 4,5% e 7,25% sobre o lucro líquido da companhia, sendo a distribuição da seguinte forma: um valor estipulado para o piso (que irá até o nível 457A na tabela de salário). A partir daí, se estabelece um gradiente a cada nível da tabela, mantendo a relação entre o piso e o teto de 2,5x. O valor individualmente pago não poderá ultrapassar quatro remunerações, regra que não vale para o piso. O regramento entrará em vigor já na PLR 2013,  que será paga a partir do dia 1º de julho. Além disso, terá a validade de cinco anos, com revalidação a cada dois.

Outra conquista importante é que, caso a Petrobrás não tenha apresentado lucro e as metas sejam atingidas, haverá o pagamento de metade da remuneração do trabalhador, mais a metade do piso pago na PLR do ano anterior. 

E por considerar o regramento democrático e justo, a categoria petroleira de Minas Gerais aprovou em assembleias, por ampla maioria, a proposta da Petrobrás. Essa vitória é fruto da nossa luta, que durou anos para que pudéssemos chegar a um resultado satisfatório. Juntos, provamos, mais uma vez, que unidos somos capazes de conquistar os nossos direitos. E não é exagero dizer, que o nosso regramento servirá de exemplo para demais categorias.

atualizada às 14h da terça-feira, 25

Sindipetro/MG

 

Categoria petroleira de Minas Gerais aprova regramento da PLR