Petroleiros denunciam privatização em grande ato no Rio Petroleiros denunciam privatização em grande ato no Rio

Notícias, Publicações, Tribuna Livre | 8 de junho de 2017

ato_rio_8dejunhoPetroleiros de todo o País participaram de um grande ato contra a privatização da Petrobrás na manhã desta quinta-feira (8) em frente ao Edise, no centro do Rio de Janeiro. Os trabalhadores denunciaram a política de venda de ativos e de entrega do patrimônio da empresa que vem sendo adotada pela atual gestão.

Segundo denúncias da FUP (Federação Única dos Petroleiros), desde que assumiu a presidência da estatal por indicação de Michel Temer, Pedro Parente tem depreciado o valor dos ativos da empresa, vendido grande parte do patrimônio da empresa e reduzido o número de empregados por meio da edição de PIDVs, o que também eleva o risco de acidentes nas unidades.

Inclusive, em documento enviado no dia 24 de maio a Pedro Parente, a FUP exigiu sua renúncia bem como de todos os integrantes do Conselho de Administração e da Diretoria Executiva da empresa. A carta reitera a ilegitimidade da atual gestão, que vem agindo no sentido contrário ao que foi determinado pelo povo na eleição presidencial de 2014.

O ato desta quinta-feira contou com a presença de dezenas de petroleiros de Minas Gerais. Representantes de movimentos sociais mineiros também compareceram à mobilização em solidariedade à luta contra a privatização e o desmonte do Sistema Petrobrás.

De acordo o diretor do Sindipetro/MG, Felipe Pinheiro, essa luta em defesa da empresa já vem sendo realizada pelos sindicatos e pela sociedade e o ato desta quinta é apenas o início. “Isso aqui é só o pontapé inicial da nossa capacidade na luta contra a privatização da Petrobrás”.

Petroleiros denunciam privatização em grande ato no Rio