Apenas 13% dos participantes votaram para os Conselhos da Petros Apenas 13% dos participantes votaram para os Conselhos da Petros

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 27 de junho de 2017

61754072ab3962c8b1b0052bc7e72cef_XL.jpgCom uma das mais baixas participações dos eleitores, terminou nesta segunda-feira (26) o processo eleitoral para escolha dos representantes dos trabalhadores nos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Petros. A votação foi encerrada às 17h e, logo em seguida, iniciada a apuração.

Dos 140.898 participantes e assistidos da Petros, 19.109 votaram para os Conselhos da Fundação, ou seja, apenas 13,56% dos eleitores. Nas últimas eleições, a média de participação foi de 19%.

Com 497 votos de diferença para a chapa apoiada pela FUP e por seus sindicatos, a dupla Ronaldo Tedesco e Marcos André venceu a eleição para a vaga do Conselho Deliberativo. Eles obtiveram 5.913 votos, contra 5.416 votos conquistados pelos petroleiros Rafael Crespo e André Araújo, que ficaram em segundo lugar.

Seis duplas disputaram a eleição para o Conselho Deliberativo, que contou com a participação de pouco mais de 19 mil eleitores. Foram registrados 331 votos em branco e 191 votos nulos.

No Conselho Fiscal, a dupla vencedora foi Vânia Mattos e Cardoso, com 6.577 votos, enquanto a chapa apoiada pela FUP e por seus sindicatos, Arthur Ferrari e Maia, conquistou 6.456 votos. Uma diferença de apenas 121 votos. Ao todo, três duplas disputaram a eleição, que registrou 517 votos brancos e 246 nulos.

Problemas na votação

Segundo o conselheiro deliberativo eleito, Paulo César Martin, em todo o país os participantes e assistidos da Petros reclamaram de dificuldades para votar por telefone. “Temos centenas de casos de petroleiros que não receberam a senha pelos Correios e também não conseguiram obter a segunda via por telefone, devido ao congestionamento das linhas da Petros”, afirmou. Para ele, esse e outros problemas impediram muitos participantes e assistidos de votarem.

Apenas 13% dos participantes votaram para os Conselhos da Petros