Greve contra a Reforma da Previdência é suspensa, mas ato em BH é mantido Greve contra a Reforma da Previdência é suspensa, mas ato em BH é mantido

Diversos, Notícias, De que lado você está?, Tribuna Livre | 1 de dezembro de 2017

assembleia_felipe_30_11

Nesta quinta (30) e sexta-feira (1º), os petroleiros da Regap, Termelétrica e Transpetro aprovaram uma greve de 24 horas contra a proposta de Reforma da Previdência, que seria votada na Câmara dos Deputados nesta quarta (6).

No entanto, como tratado nas assembleias e diante do indicativo nacional de suspensão da greve geral após adiamento da votação no Congresso, a diretoria do Sindipetro/MG comunica a suspensão da paralisação aprovada em Minas Gerais.

Apesar da suspensão do movimento, está mantido o ato de rua contra a retirada de direitos e o fim da previdência pública no dia 5 em Belo Horizonte. A concentração acontecerá na Praça Afonso Arinos, no centro da capital, a partir de 17h. O Sindipetro/MG fornecerá transporte a partir das 15h30 para os trabalhadores até o local do ato, saindo da portaria da Regap.

Além de Minas, petroleiros de outros estados e outras categorias de trabalhadores também farão atos e mobilizações contra a Reforma da Previdência.

A atual proposta em tramitação, de autoria do deputado Arthur Maia (PPS), relator da reforma da Previdência na Câmara, prevê a idade mínima de aposentadoria em 65 anos para os homens e 62 anos para as mulheres, e 40 anos de contribuição para ter direito a 100% do benefício.

Sindipetro/MG

Greve contra a Reforma da Previdência é suspensa, mas ato em BH é mantido