Sindipetro/MG recorre de decisão que julgou greve ilegal Sindipetro/MG recorre de decisão que julgou greve ilegal

Diversos, Notícias, Tribuna Livre, Novidades | 29 de junho de 2018

No último dia 20, o departamento jurídico do Sindipetro/MG apresentou sua defesa na ação proposta pela Petrobrás e União Federal contra os Sindicatos e Federação, na qual o Tribunal Superior do Trabalho (TST) concedeu decisão liminar considerando a greve dos petroleiros ilegal e aplicou uma multa milionária ao Sindicato.

A greve de 72 horas feita pela categoria em Minas Gerais teve início às 23h30 de 29 de maio e foi encerrada no dia 1° de junho, após o pedido de demissão do presidente da Petrobrás, Pedro Parente.

A paralisação em defesa da estatal e contra a política de preços praticada pela empresa foi aprovada em assembleias realizadas no início do mês de maio e devidamente comunicada à gerência da Regap e da Termelétrica Aureliano Chaves com antecedência, conforme previsto na Lei de Greve.

Os demais sindicatos filiados à FUP também apresentaram suas defesas em relação à decisão e à multa aplicada pelo TST – inicialmente de R$ 500 mil diários e, posteriormente, majorada para R$ 2 milhões por dia.

Sindipetro/MG recorre de decisão que julgou greve ilegal