Em protesto contra mortes, dirigentes sindicais vestem preto em reunião com Petrobrás Em protesto contra mortes, dirigentes sindicais vestem preto em reunião com Petrobrás

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 25 de março de 2019

Em homenagem ao mergulhador que morreu no dia 15 de março, os petroleiros participaram da reunião de SMS na última quinta-feira (21) vestidos de preto, com os dizeres “Chega de Mortes” e “Privatizar Faz Mal Ao Brasil” estampados nas camisas. Ao iniciar a reunião, a FUP fez um minuto de silêncio em memória do mergulhador Walter Luiz dos Santos, e lembrou o aniversário de 18 anos da tragédia da plataforma P-36. Walter Luiz tinha 39 anos e era contratado da empresa Belov Engenharia que presta serviço para a Petrobrás. O trabalhador passou mal durante um mergulho e morreu a bordo da embarcação Aroldo Ramos, na Bacia de Campos.

P-36

No mesmo dia 15 de março, porém do ano de 2001, uma explosão em uma das colunas da então maior plataforma do mundo causou as mortes de onze petroleiros. Toda a estrutura gigante afundou alguns dias depois, levando para o fundo do mar os corpos de dez trabalhadores.