Falta de manutenção causa insegurança em trabalhadores da Regap Falta de manutenção causa insegurança em trabalhadores da Regap

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 26 de abril de 2019

BETIM / BRASIL (27.03.2018) 50 anos da Refinaria Gabriel Passos, em Betim-MG.
© Washington Alves/Petrobras00

O Sindipetro/MG recebeu nos últimos dias uma série de denúncias de falhas e indisponibilidade de equipamentos críticos nas unidades operacionais da Regap, especialmente envolvendo equipamentos rotativos. As denúncias evidenciam o processo de sucateamento da refinaria, o que tem sido sistematicamente denunciado pelo Sindicato e cobrado da gestão da empresa. A categoria também relatou a demora na solução desses problemas, seja por redução da manutenção ou por falta de material, o que coloca em risco a operação adequada das unidades e a segurança dos trabalhadores.

Veja as denúncias recebidas pelo Sindicato:

DH

No dia 9 de abril, ocorreu no DH a parada do compressor 01-K-03 devido a uma condição de alta vibração.
Segundo relatos, a vibração foi tão elevada que o operador teve dificuldades de se aproximar do equipamento, em razão do risco à sua segurança pessoal. Até o último dia 22, o forno 01-F-01 operou com tiragem natural, reduzindo sua eficiência e acarretando perdas financeiras para a refinaria.

UDAV 2

Entre os dias 2 e 23 de abril, a unidade ficou operando sem o compressor de topo 102-K-03, por problemas no acoplamento. Devido a essa indisponibilidade, o gás de topo da 102-C-01 está sendo direcionado para a tocha, o que significa contaminação ambiental do ar ambiente.

HDT

O compressor 306-K-01 está com falha de comunicação com o SDCD há aproximadamente um ano, operando sem o retorno de instrumentos do equipamento – o que representa uma situação insegura de operação. Na unidade de água ácida, o sistema de selagem das bombas 413-P-01/03 e 513-P-01/03 está operando de forma precária.

CCF-2

A bomba de carga da unidade, 103-MP-1B, tem operado com “recursos técnicos” para resfriar o equipamento, devido a problemas de superaquecimento (hélice da ventoinha do motor quebrada).

UT

No último dia 16 de abril, houve a indisponibilidade de duas bombas de água de refrigeração (23-P-01C e D) na UT, o que colocou em risco a operação de parte da Regap e exigiu a redução de carga da UDAV-1.

Coque

O acidente de grande potencial ocorrido no último dia 12 de abril (rompimento de linha de soda cáustica) trouxe à tona problemas crônicos no acesso, drenagem e confiabilidade do LG do vaso de lavagem cáustica de GLP do setor (054-V-009).
No último período, a trinca da linha de topo do 052-R-001D também se mostrou como um grave exemplo de incidente com alto potencial de risco para os trabalhadores.
Nesta sexta-feira (26), haverá a primeira reunião do comitê de análise e investigação do acidente no Coque, que terá a participação de integrante do Sindipetro/MG.