Contribuições extraordinárias da AMS serão parceladas em oito vezes Contribuições extraordinárias da AMS serão parceladas em oito vezes

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 28 de junho de 2019

A FUP e a FNP realizaram na última quarta-feira (26) mais uma reunião com a Petrobrás para buscar uma alternativa em relação ao pagamento das contribuições extraordinárias para restabelecer a relação de custeio 70 x 30 da AMS que, segundo a empresa, foi descumprida durante o ano de 2018.

As entidades conseguiram garantir o parcelamento em oito vezes dos valores devidos pelos beneficiários. Os sindicatos que questionam judicialmente o pagamento dessas mensalidades extraordinárias poderão manter as ações na Justiça. Quem já teve o desconto efetuado, terá o valor das próximas parcelas dividido em oito vezes.

A FUP e a FNP defendem a manutenção da atual relação de custeio 70 x 30 e cobram a realização de uma auditoria externa nas contas da AMS, reivindicações que foram novamente apresentadas à Petrobrás na reunião de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho, na quinta-feira (27).

As entidades sindicais reiteraram a manutenção de todas as cláusulas de AMS no Acordo Coletivo, a melhoria do atendimento e a volta dos beneficiários, que tiverem seu benefício cancelado por inadimplência, mas que já pagaram os valores atrasados.

Cobrança em Minas continua suspensa

As cobranças das contribuições extraordinárias da AMS em Minas Gerais estão suspensas desde maio de 2019, quando o Sindipetro/MG conquistou uma liminar na Justiça que suspendeu a cobrança.

Fonte: FUP | Foto: Vanessa Ramos (FNP)