Vazamento de produto químico expõe sucateamento na Regap Vazamento de produto químico expõe sucateamento na Regap

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 28 de junho de 2019

Um vazamento recorrente de dimetil dissulfeto (DD) tem exposto a situação de sucateamento da Regap, além de colocar em risco a vida de trabalhadores e a segurança da unidade. O caso já havia sido denunciado pelo Sindipetro/MG em abril.

No último dia 24, em visita à Refinaria, o coordenador do Sindipetro/MG, Anselmo Braga, constatou um forte cheiro do produto ao entrar na CCL 16 – que fica próxima ao galpão onde está sendo armazenado produto. Ao verificar a área externa, constatou que o dimetil dissulfeto estaria acondicionado em condições irregulares e apresentando vazamentos.

Ainda segundo Anselmo, há avisos no galpão de resíduos alertando de que o DD só deve ser armazenado em tambores de aço inoxidável. No entanto, o produto estaria acondicionado em recipientes de aço carbono, muitos deles já oxidados.

O caso foi denunciado à gerência responsável que informou que ainda no dia 24 removeria o tambor com vazamento e que todo o resíduo armazenado no galpão será processado na CCF, de modo a acabar com esse armazenamento de dimetil dissulfeto. No entanto, não há previsão de conclusão de seu processamento.

Esse vazamento é antigo e foi denunciado pelo Sindipetro/MG em abril deste ano, inclusive, porque estaria causando desconforto aos trabalhadores da HDT.

Na época, a gerência admitiu o problema e afirmou que esses tambores seriam transferidos para outro local – resposta distinta do que foi prometido agora. Ainda conforme os gerentes presentes à reunião naquela ocasião, todos os tambores que apresentavam vazamentos já teriam sido removidos.

O DD também é tóxico e inflamável e, em caso de contato com qualquer faísca, pode levar a um incêndio.

Leia também: