Caos no INSS ainda pode piorar Caos no INSS ainda pode piorar

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 7 de fevereiro de 2020

O INSS registra filas virtuais de cerca de dois milhões de trabalhadores e trabalhadoras aguardando resposta sobre liberação de benefícios previdenciários. E a situação não deve melhorar com a mudança de presidente do instituto. O governo anunciou Leonardo Rolim, como novo chefe do órgão. Mas a relação de Rolim com seus comandados também não deve ser das mais fáceis, já que em março de 2019 ele afirmou em entrevista que os “servidores só querem privilégios”. O cenário deve ficar pior com à redução no número de trabalhadores no INSS e com servidores em greve contra a privatização da empresa. A convocação de militares da reserva também não resolve, já que eles não contam com qualificação adequada para a função.

Com informações da CUT

Caos no INSS ainda pode piorar