Terceirizados também são afetados pelo desmonte Terceirizados também são afetados pelo desmonte

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 7 de fevereiro de 2020

A política de privatizações do atual governo não impacta somente os petroleiros efetivos. As demissões em massa e ataques a direitos atingem também os trabalhadores terceirizados.

A exemplo do que aconteceu com a hibernação das estruturas das Fafens em Sergipe e na Bahia, que juntas geravam 6500 empregos (diretos e indiretos), e agora em Araucária no Paraná, quando uma unidade fecha ou é vendida todos são prejudicados, seja com a demissão sumária ou a precarização das condições de trabalho.

Vale lembrar que situação semelhante ocorreu com a privatização da BR Distribuidora, resultando em centenas de demissões e reduções drásticas de salários e direitos para os que ficaram. Para se ter uma ideia da gravidade da situação, veja os números fornecidos pela própria Petrobrás, que evidenciam a queda da quantidade de postos de trabalho com a implantação do vigente Plano de Negócios para o setor, iniciado pelo governo Temer.

Terceirizados também são afetados pelo desmonte