Coronavírus: Sindipetro cobra a liberação dos trabalhadores do grupo de risco Coronavírus: Sindipetro cobra a liberação dos trabalhadores do grupo de risco

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 26 de março de 2020

O Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro/MG) cobra a liberação de todos os trabalhadores da Regap que fazem parte do grupo de risco: maiores de 60 anos, gestantes, imunocomprometidos e portadores de doenças crônicas, incluindo aqueles com menos de 60 anos que tenham diabetes ou hipertensão, conforme as recomendações da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

A exigência foi feita por meio de ofício, enviado nesta quinta-feira (26), para a gerência e o setor de Recursos Humanos da Refinaria. O documento inclui pedido de liberação de todos os trabalhadores envolvidos em atividades não essenciais para a manutenção da continuidade operacional da unidade. Dentre esses, destacam-se aqueles envolvidos em atividades relacionadas a novos empreendimentos, além daqueles trabalhadores do Laboratório que podem realizar atividades em condição de home office.

Também são exigidas medidas de higienização mais eficientes, como: uso de máscaras e luvas em momentos de contato direto entre trabalhadores; substituição de panos por material descartável; higienização dos ônibus e carros ao final de cada viagem, fim da baldeação dentro da refinaria.

Antecipação de férias
O Sindipetro/MG pediu esclarecimentos sobre a antecipação de férias para funcionários afastados pela empresa por precaução em relação à pandemia. A medida está sendo realizada sem transparência com a representação dos trabalhares. A orientação sindical é que os trabalhadores recusem tal medida.

Sindicato ajuíza ação por participação em GT
Embora a reunião on-line de segunda-feira (23) demonstre um primeiro esforço da gestão local em estabelecer canais de diálogo com a entidade, o Sindicato quer a participação efetiva no grupo de trabalho da empresa sobre o tema, vista a expressa recomendação do Ministério Público do Trabalho na Nota Técnica Conjunta nº 02/2020 – PGT/CODEMAT/CONAP. Nesse sentido, uma ação foi protocolada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) com o objetivo de garantir a participação.

Afastamento Médico

O Sindipetro/MG reforçou no ofício a necessidade de afastamento médico imediato, garantida a irredutibilidade salarial e a manutenção do emprego, de todos trabalhadores próprios e terceirizados que estiveram em contato com casos sob suspeita da doença, garantida a irredutibilidade salarial e a manutenção do emprego.

Conforme discutido durante a videoconferência na segunda-feira (23), o sindicato reitera o pedido de aquisição, por parte da empresa, de kits para teste rápido dos empregados pelo setor médico, garantindo maior eficácia no combate à transmissão do Covid-19.

Veja a íntegra dos documentos, enviados tanto para Regap, quanto para as unidades de Ibirité, Montes Claros e Juiz de Fora.

Ofício 020-2020 – Covid-19 – 26.03.2020 – REGAP

Ofício 023-2020 – Covid-19 – Usina de Biodiesel Darcy Ribeiro – 27.03.2020

Ofício 022-2020 – Covid-19 – Usina Termelétrica de Juiz de Fora – 27.03.2020

Ofício 021-2020 – Covid-19 – UTE Ibirité – 27.03.2020

Coronavírus: Sindipetro cobra a liberação dos trabalhadores do grupo de risco