José Maria Rangel: “A insanidade de Bolsonaro traz os seus ventos para a direção da Petrobrás” José Maria Rangel: “A insanidade de Bolsonaro traz os seus ventos para a direção da Petrobrás”

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 26 de março de 2020

Ao criticar o pronunciamento insano do presidente Jair Bolsonaro, o coordenador da FUP, José Maria Rangel, alerta para as ações desumanas da gestão da Petrobrás, que demite e expõe petroleiros ao risco, da mesma forma irresponsável que atua o governo ao qual serve.

“A fala do presidente Bolsonaro foi completamente irresponsável e só confirmou o que muitos de nós já sabíamos: o Brasil é governado por um insano. O que ele tinha que fazer era revogar o teto de gastos, injetar mais recursos na saúde, no Bolsa Família, fazer com que os brasileiros e brasileiras se sentissem mais amparados pelo Estado”, afirmou Zé Maria em vídeo enviado aos petroleiros e petroleiras.

Aumento de bônus para a diretoria

“Essa insanidade que hoje assola o nosso país através do presidente da República parece que traz os seus ventos para a direção da Petrobrás, que propõe, nesse momento de grande solidariedade nacional, aumentar os seus polpudos bônus”, denuncia o coordenador da FUP (saiba mais aqui).

Clausura e escalas extenuantes para os trabalhadores

José Maria também critica as medidas desumanas adotadas pela gestão da Petrobrás para manter a produção a qualquer custo. “A direção da Petrobrás impõe neste momento clausura para os trabalhadores embarcados, impõe escala extenuante para os turneiros de terra, sequer leva em consideração os trabalhadores terceirizados, como se estes trabalhadores não contribuíssem para o desenvolvimento da nossa empresa”, ressalta o petroleiro.

Demissões

O coordenador da FUP denuncia ainda as demissões arbitrárias que estão sendo feitas pela direção da Petrobrás em plena crise gerada pela pandemia do coronavírus. “O país inteiro vive uma crise grave, estamos em pleno processo de comoção nacional, e a gestão Castello Branco está demitindo trabalhadores. Isso é gerenciar pessoas?”.

Falta de diálogo

“Os sindicatos solicitaram à empresa que participassem dos comitês regionais para juntos discutirmos como sair desse momento difícil, mas os gestores negaram. Nós continuarmos abertos ao diálogo porque temos a clareza de que somente dialogando é que vamos sair desse momento que está apavorando a todos nós”, afirma José Maria Rangel.

José Maria Rangel, Coordenador Geral da FUP, fala sobre o pronunciamento de Bolsonaro e seus reflexos na gestão da Petrobrás, que aumenta os pomposos bônus da Alta Administração e massacra os trabalhadores de áreas operacionais com enclausuramento e escalas extenuantes."Estamos abertos ao Diálogo. Somente, dialogando é que vamos sair desse momento que está apavorando a todos nós"

Posted by Federação Única dos Petroleiros on Wednesday, March 25, 2020