Coronavírus: Sindipetro participa de reunião com gerência da Regap e cobra respostas Coronavírus: Sindipetro participa de reunião com gerência da Regap e cobra respostas

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 30 de março de 2020

O Sindicato dos Petroleiros de Minas Gerais participou nesta segunda-feira (30) de reunião por meio de videoconferência com representantes da gerência local da Petrobrás, SMS, Setor Médico e RH, sobre a situação do coronavírus. A entidade participou da reunião à convite da gerência, após cobrar sua participação no grupo de trabalho local que trata do tema. Esta é a segunda videoconferência sobre o tema da qual o sindicato participa, a primeira foi em 23 de março.

Abaixo, seguem os principais pontos tratados durante a reunião e as respectivas respostas:

Critérios para antecipação de férias dos trabalhadores:

Os representantes da empresa responderam que trabalhadores que não podem realizar suas atividades em home office estão tendo as férias antecipadas, conforme previsto na MP297.

Medidas de prevenção no setor administrativo e entre os terceirizados:

A refinaria não está parando todos os serviços, mesmo que não sejam essenciais para a continuidade operacional da unidade. O teletrabalho foi aplicado em algumas atividades. O público em horário administrativo da refinaria foi reduzido a menos da metade do normal, segundo a gerência.

Para os terceirizados houve implementação de jornada 12×36; teletrabalho para algumas funções; redução da ocupação nos transportes; escalonamento dos horários de refeição, para evitar aglomerações.

Número de pessoas afastadas por suspeita de Covid-19:

Liberação por grupo de risco: 60, entre próprios e terceirizados.

Liberação por suspeita: 20, entre próprios e terceirizados.

Trabalhadores abaixo de 60 anos que possuem doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, estão sendo analisados individualmente pelo Setor Médico.

Planejamento para próximo período diante do cenário de aumento de casos de Covid-19:

A gerência afirma estar avaliando continuamente os cenários nacionais da produção do refino, o que não exclui a possibilidade de parada de unidades e até parada total da Refinaria.

Poucos avanços

Além dos pontos mencionados, os representantes da gerência local afirmaram que avaliarão as propostas do Sindicato de melhorias na higienização dentro da refinaria e na condição do transporte. A gerência também se comprometeu a responder os ofícios já enviados.

De acordo com o diretor do Sindipetro/MG Alexandre Finamori, que participou da reunião, “o Sindicato seguirá participando das reuniões propostas pela empresa e buscando o diálogo sobre a situação dos trabalhadores nessa crise. No entanto, tem ficado clara a limitação desse espaço de discussão, pois a maioria das propostas do sindicato precisam passar pelo crivo da alta administração da empresa. A diretoria da Petrobrás já demonstrou estar mais preocupada com questões financeiras do que com a saúde dos trabalhadores”, afirma o diretor.

 

Coronavírus: Sindipetro participa de reunião com gerência da Regap e cobra respostas