Gerência da Regap continuar a atacar trabalhadores com suspenções Gerência da Regap continuar a atacar trabalhadores com suspenções

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 16 de outubro de 2020

Mais uma vez a gerência da Refinaria Gabriel Passos ataca trabalhadores. Na última semana, o diretor sindical Gustavo Helmold foi punido com 17 dias de suspensão. A punição veio logo depois da suspensão diretor sindical Leonardo Auim com 25 dias de suspensão. O sindicato manifesta também apoio ao trabalhador.

A punição de ambos se refere ao período em que os petroleiros atuavam como representantes eleitos dos trabalhadores na CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes). Além de ferir a atuação independente da CIPA, a suspensão interfere na atuação sindical.

Assim como no caso anterior, o Sindicato já está tomando todas as providências cabíveis em defesa do trabalhador. O coordenador do Sindipetro/MG, Alexandre Finamori, ressalta que as perseguições demonstram claramente como a luta da categoria ameaça os planos privatistas da empresa.

“Nós não aceitaremos essas punições políticas. Coletivamente, a categoria já respondeu com apoio político, jurídico e financeiro aos punidos. E será assim, se eles atacarem individualmente, nós responderemos coletivamente. O objetivo é enfraquecer nossa resistência ao processo de privatização”, afirma o coordenador.

Gerência da Regap continuar a atacar trabalhadores com suspenções