Venda da RLAM cria monopólio regional e aumenta preços no NE, diz FUP Venda da RLAM cria monopólio regional e aumenta preços no NE, diz FUP

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 4 de dezembro de 2020

Por Wagner Gomes do Portal Terra

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) diz que a conclusão pela Petrobras da fase de negociação com o Fundo Mubadala para a venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, vai criar um monopólio regional no estado e em toda a região Nordeste. Em nota divulgada nesta sexta-feira, 4, a entidade afirma que os combustíveis ficarão mais caros e haverá risco de desabastecimento para os consumidores.

“Tal problema foi apontado por estudo recente da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, encomendado pela Associação das Distribuidoras de Combustíveis – Brasilcom, que avaliou ainda outras cinco refinarias que estão à venda e indicou o mesmo risco para todas as plantas”, diz a FUP.

A FUP explica que o parque de refino da Petrobras foi estruturado de forma integrada, para atender a todas as regiões do país, sem que uma refinaria concorra com a outra. De acordo com a entidade, a compra de uma refinaria por uma companhia privada não criará disputa, “mas sim irá promover o controle do mercado por um ente privado, sem qualquer compromisso com o abastecimento e com a oferta de produtos a preços acessíveis à população”.

Matéria original publicada no Terra