Sindipetro/MG cobra o fim do retorno de madrugada em caso de dobra no zero hora Sindipetro/MG cobra o fim do retorno de madrugada em caso de dobra no zero hora

Diversos, Notícias | 13 de dezembro de 2013

O trabalhador tem que manter o intervalo pelo menos de 11 horas entre o fim de seu turno de trabalho e o início do outro. No caso de dobra no zero hora, o trabalhador termina seu turno às 15h30. Portanto, não pode retornar às 23h30, que é o início de seu próximo turno. Para manter as 11 horas de intervalo entre as jornadas de trabalho, ele chega à Regap às 2h30 da madrugada. O Sindipetro/MG considera esse horário desumano e, além disso, coloca em risco a segurança do operador. Estamos aguardando a resposta da gerência da Regap sobre o abono dessas horas para os operadores que dobrarem no zero hora. Em algumas refinarias isso já é feito.

Sindipetro/MG

Sindipetro/MG cobra o fim do retorno de madrugada em caso de dobra no zero hora