Global Saúde continua sem atender beneficiários Global Saúde continua sem atender beneficiários

Diversos, Notícias | 12 de junho de 2015

A Global Saúde, gestora do novo Beneficio Farmácia, vem comprovando a sua incapacidade, estrutural e financeira, de fornecer os remédios aos beneficiários. A empresa foi vitoriosa em processo de licitação por um valor de R$ 12 milhões/mês, porém esse montante vem se mostrando insuficiente para cobrir a demanda dos beneficiários. Prova disso é que a E-pharma, antiga gestora e atualmente contratada para operar o sistema operacional da Global, ficou em segundo lugar na concorrência com uma proposta bem superior: R$21 milhões/mês.

São diversos os relatos de beneficiários que não conseguem efetuar a compra de medicamentos. Dificuldade no credenciamento, receitas rejeitadas e um suposto limite atingido são as principais reclamações. O problema já se arrasta há meses e a Global Saúde não consegue apresentar nenhuma solução. Muito menos atender as nossas exigências.
O sistema possui uma rede de farmácias limitada e apresenta obstáculos ao petroleiro, que encontra dificuldades na compra dos medicamentos. Em busca de uma solução, o Sindipetro/MG reivindicou o credenciamento das Drogarias Araújo. Porém, a Global Saúde alega que a rede de farmácias não aceitou as exigências mínimas do contrato, como o escaneamento de receitas.

Diante do impasse, reivindicamos o credenciamento da Drogaria Pacheco, que possui uma rede ampla em Minas Gerais, e da Drogaria Santa Terezinha, para atendimento em Nova Lima.

Hoje a FUP vai se reunir, no Rio de Janeiro, com a gerência de RH para discutir temas relacionados à AMS. O Benefício Farmácia – a maior conquista dos petroleiros nos últimos tempos – será a nossa pauta prioritária, porque não aceitaremos a precarização de nossos direitos.

Sindipetro/MG

 

Global Saúde continua sem atender beneficiários