Trabalhadores da Eletrobras mantem greve pela PLR Trabalhadores da Eletrobras mantem greve pela PLR

Diversos, Notícias | 12 de junho de 2015

Em greve desde o início do mês, os trabalhadores da Eletrobrás resolveram dar continuidade a greve. Eles exigem a definição do pagamento da PLR referente a 2014 e a assinatura de um acordo que defina a forma como ela será paga entre 2015 e 2017.

Os trabalhadores destacam que, apesar da empresa não ter obtido lucro em 2014, a PLR é um direito por conta da produtividade ter aumentado. Também houve o aumento do resultado operacional, apesar do quadro de funcionários ter sido reduzido. Entre 2013 e 2014, a empresa demitiu 5 mil trabalhadores.

Os trabalhadores da Eletrobras exigem um acordo semelhante ao que a FUP assinou com a Petrobrás. Em que o pagamento da PLR seja garantido, mesmo sem lucro da empresa, caso os funcionários atinjam a meta.

A categoria petroleira sabe que essa luta é difícil e que exige o máximo de empenho de cada funcionário. No ano passado nós fomos protagonistas nessa luta e garantimos que a Petrobrás pagasse a PLR mesmo não apresentando lucro. Mas vale lembrar, que tivemos oposição ao projeto.

A oposição, que diz unificar os trabalhadores, ficou do lado do patrão. Mas foi derrotada nas assembleias com os trabalhadores. Esse ano, ela mostrou que não unifica e muito menos liberta os petroleiros. Ao se recusar em assinar o acordo para o pagamento da PR, as diretorias dos sindicatos dissidentes foram atropeladas pela categoria petroleira.

Devemos compreender que o sindicato deve fazer a sua análise de conjuntura. Mas que não possui o direito de ir contra os interesses dos trabalhadores. É necessário estar presente no meio da categoria para compreender os seus anseios. A luta, se faz nas ruas e dentro das empresas.

O sindicato existe para defender os interesses da classe trabalhadora. Por isso, nos mostramos solidários à greve dos trabalhadores da Eletrobras. Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira.

Sindipetro/MG

Trabalhadores da Eletrobras mantem greve pela PLR