Em retaliação, terceirizada da Regap demite trabalhadores Em retaliação, terceirizada da Regap demite trabalhadores

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 13 de julho de 2018

Cerca de 200 petroleiros terceirizados foram demitidos de forma injusta na Refinaria Gabriel Passos (Regap). Segundo denúncias recebidas pelo Sindipetro/MG, os empregados foram dispensados em retaliação pois teriam ações trabalhistas na Justiça.

O grupo de trabalhadores prestava serviço para a empresa Potencial, cujo contrato com a Petrobrás acabou. Em seu lugar, assumiu a empresa Manserv, que assim como a primeira, é responsável pela manutenção de rotina na refinaria.

Entretanto, ao contrário do que geralmente ocorre, a Manserv não assumiu os empregados da Potencial. A direção da terceirizada dispensou todos os trabalhadores que teriam ações da Justiça do Trabalho reivindicando direitos desrespeitados pela empresa.

Além de prejudicar os petroleiros terceirizados que dependem do trabalho para sustentar suas famílias, a postura da Manserv também coloca em risco os funcionários da Petrobrás e a comunidade no entorno da Regap. Isso porque a empresa tem contratado funcionários menos experientes para assumir os postos vagos.

Repúdio

O Sindipetro/MG repudia a postura da terceirizada e cobrou com as gerências no sentido de minimizar os impactos na segurança dos processos realizados pela empresa na refinaria.

Em retaliação, terceirizada da Regap demite trabalhadores