Falta de pagamento da AMS faz clínica suspender  atendimento a petroleiros em BH Falta de pagamento da AMS faz clínica suspender atendimento a petroleiros em BH

Diversos, Notícias, Tribuna Livre, Novidades | 14 de setembro de 2018

clinica-agnus-dei_barreiro_foto-googlestreetviewA demora no pagamento de consultas realizadas pela AMS fez a Clínica Médica Agnus Dei, em Belo Horizonte, suspender os atendimentos aos beneficiários do plano de saúde. Segundo informações obtidas pelo Sindipetro/MG junto ao setor financeiro da clínica, os pagamentos estariam atrasados há mais de seis meses.

Conforme funcionários da clínica, a AMS teria alegado que o não pagamento era devido a problemas com as guias preenchidas pelos profissionais da Agnus Dei, que estavam incorretas ou inexistiam. Após refazer as guias seguindo o procedimento correto, a AMS teria alegado que para realizar o pagamento referente às consultas pelo plano precisava-se de uma senha – que a clínica informa não existir.

Devido ao impasse, há cerca de 30 dias a clínica suspendeu o atendimento de consultas médicas aos beneficiários da AMS. Apenas exames continuam sendo realizados porque, segundo informações da própria clínica, estes estão sendo pagos pelo plano de saúde normalmente.

Funcionários da clínica informaram ainda que, no dia 3 de setembro, uma funcionária da AMS entrou em contato para tentar solucionar o problema. No entanto, ainda não havia encaminhado os procedimentos necessários para que a clínica recebesse os valores devidos das consultas.

A AMS informou que a negociação para restabelecimento do atendimento aos beneficiários na clínica já foi feito e o atendimento já foi retomado.

Falta de pagamento da AMS faz clínica suspender  atendimento a petroleiros em BH