Covid-19: Sindicato pede esclarecimento sobre caso confirmado na Regap Covid-19: Sindicato pede esclarecimento sobre caso confirmado na Regap

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 7 de maio de 2020

O Sindipetro/MG recebeu denúncia por parte da categoria sobre um caso confirmado de Covid-19 entre os trabalhadores. O funcionário em questão é contratado de uma empresa terceirizada que presta serviço no setor do laboratório da Regap.

Segundo as informações recebidas pelo Sindicato, o trabalhador teria sido afastado e o teste para Covid-19 teve resultado positivo. Ainda de acordo com as denúncias, não houve quarentena e nem teste para todos os outros trabalhadores que entraram em contato com o empregado. A situação gerou apreensão entre petroleiros, próprios e terceirizados.

Diante da gravidade da pandemia de coronavírus,  Sindipetro/MG cobra esclarecimentos à gestão da Regap sobre o caso e de informações atualizadas sobre as medidas adotadas para o combate e a prevenção à doença e quantos são os casos suspeitos, confirmados e testados até o momento, dentro da empresa.

De acordo com o diretor Alexandre Finamori, a preocupação do Sindicato está relacionada ao fato de “a Petrobrás ter sido pouco transparente e intransigente com a representação dos sindicatos desde o início da pandemia. Além disso, temos assistido o aumento de casos na Petrobrás, assim como do número total de mortes confirmadas no Brasil”, afirma o diretor.

Nesta quinta-feira (7), foi encaminhado ofício à gerência da Regap com os seguintes questionamentos:

  • O trabalhador em questão realizou o teste? Qual o resultado? Em caso positivo, foi gerada CAT?
  • Os trabalhadores que tiveram contato (próprios e terceirizados) foram afastados? Foram testados?
  • Houve esclarecimento aos trabalhadores da Unidade sobre o caso?

O Sindipetro questiona também os atuais procedimentos adotados em casos suspeitos e sintomáticos, quais setores e quantos trabalhadores estão trabalhando presencialmente e quantos estão em home office ou sobreaviso e quantos são grupo de risco.

Além disso, o Sindicato reitera as solicitações encaminhadas em ofícios anteriores, como a realização de testes em massa e a liberação dos trabalhadores de atividades que não sejam essenciais, com garantia do emprego e sem redução salarial.

Outras unidades

Considerando o crescente número de trabalhadores contaminados no Sistema Petrobras e que o STF decidiu que a Covid-19 é doença ocupacional, serão enviados ofícios semelhantes a todas as unidades operacionais de Minas Gerais. O sindicato reforça ainda o a necessidade de tratar cada caso com gravidade, uma vez que a vida dos trabalhadores, próprios e terceirizados, está em risco.

Os ofícios estão disponíveis abaixo:

Regap:

Ofício 030.2020 – Covid-19 (REGAP)

UTE – Ibirité

Ofício 031.2020 – Covid-19 (UTE Ibirité) (1)

Usina Termelétrica de Juiz de Fora

Ofício 032.2020 – Covid-19 (Usina Termelétrica de Juiz de Fora) (1)

Usina de Biodiesel Darcy Ribeiro

Ofício 033.2020 – Covid-19 (PBIO – Usina de Biodiesel Darcy Ribeiro) (1)

Covid-19: Sindicato pede esclarecimento sobre caso confirmado na Regap