Solidariedade: operadores realizam vaquinha para repor perda salarial de grevistas Solidariedade: operadores realizam vaquinha para repor perda salarial de grevistas

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 27 de maio de 2020

A categoria petroleira está unida para enfrentar os ataques da gestão Castello Branco. Em Minas Gerais, setores operacionais da Refinaria Gabriel Passos (Regap) estão se organizando internamente para repor perdas de companheiros que tiveram prejuízos salariais com “Medidas de Resiliência”, adotadas pela direção da Petrobrás.

Setores como o HDT, Coque e CCF realizaram o gesto de solidariedade com o objetivo de amenizar a perda de adicionais gerada pela transferência de operadores para o horário administrativo (HA).

O Sindipetro/MG entende que estratégias de resistência locais demonstram a força e a união dos petroleiros. Ações assim revelam como será difícil para a gestão de Bolsonaro e Castello Branco derrotar a categoria, já que a transferência de operadores para o HA também foi usada como ferramenta de punição a petroleiros que participaram ativamente das últimas greves.

Segundo o diretor Alexandre Finamori, “esse movimento para recomposição salarial dos operadores grevistas, que tiveram o adicional de turno suprimido, além de demonstrar a força do coletivo, mostra para essa gestão que ela será fracassada se tentar aplicar punições políticas a grevistas”, afirma.

Solidariedade: operadores realizam vaquinha para repor perda salarial de grevistas