Sindicatos e movimentos sociais se somam à mobilização nacional contra privatizações e perseguições Sindicatos e movimentos sociais se somam à mobilização nacional contra privatizações e perseguições

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 11 de novembro de 2020

 

Petroleiros e petroleiras de todo o país se mobilizaram nesta quarta-feira, 11, em unidades da Petrobrás pelo Dia de Luta Contra as Perseguições Políticas e Contra as Privatizações.

Em Minas Gerais, trabalhadores se reuniram na portaria da Refinaria Gabriel Passos, Regap, com o apoio de diversos movimentos sociais e entidades.

Além de movimentos estudantis como Juventude Faísca, Levante Popular da Juventude e UNE, participaram CUT, CSP Consultas e representantes dos sindicatos: Sitraemg, Sindeess, Sindserb, Sind-REDE, Sindieletro, Sintect, Sindagua e Sind-UTE.

O ato foi uma resposta coletiva à série de perseguições políticas realizadas pela gestão da Petrobrás e reforça a união da categoria contra a venda da refinaria e outras unidades da empresa.

O coordenador Alexandre Finamori ressalta que as punições são uma clara tentativa de desmobilizar a resistência contra as privatizações.

“Não aceitaremos as punições e continuaremos nossa luta contra as privatizações e o desmonte das estatais”, afirma o coordenador.

Protocolo de saúde
O ato respeitou as regras de distanciamento e demais recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar a contaminação por Covid-19.