Cinco petroleiros morrem por Covid-19 em uma semana; já são nove mortos Cinco petroleiros morrem por Covid-19 em uma semana; já são nove mortos

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 20 de janeiro de 2021

De acordo com matéria publica pelo UOL nesta terça-feira, 19, cinco empregados da Petrobras morreram por covid-19 na última semana. Ao todo, foram nove óbitos causados pelo coronavirus na estatal desde o início da pandemia.

A matéria acrescenta que, “quase 10% da força de trabalho da empresa (46.416) já foi contaminada, ou 4.274 pessoas, sem contar os terceirizados que prestam serviços e não estão sendo contabilizados pela Petrobras”.

De acordo com o 40º Boletim de Monitoramento Covid-19 do Ministério de Minas e Energia, dentre os trabalhadores da petrolífera, 4.032 pacientes já estão recuperados, 17 seguem internados e 233 pessoas estão em quarentena.

Diante da situação, a Federação Únicac dos Petroleiros (FUP) acusa a companhia de realizar cursos presenciais sem necessidade, colocando em risco vários trabalhadores.

Em Minas Gerais, o Sindipetro/MG está cobrando da gerência da Regap medidas de segurança em relação a Parada de Manunteção. A entidade alerta que uma grande manutenção como essa, sem os devidos cuidados de isolamento para evitar aglomerações, pode expor os trabalhadores ao contágio por coronavírus.

Assim, o Sindicato enviou ofício na semana passada solicitando que o início da Parada de Manutenção seja reavaliado e adiado para uma data em que haja maior segurança frente à pandemia. Ou então, que a parada seja extendida, sendo realizada em período maior para evitar aglomeração.

A requisição se deve ao aumento do número de infectados e mortos por COVID-19 no Brasil. Em Belo Horizonte, por exemplo, o número de mortes já chega próximo aos 2 mil e a taxa de ocupação de UTIs está superior à 85%. Já em Betim, onde fica a Refinaria, houve aumento de 70% nos casos suspeitos de reinfecção e 330 mortos.