Ei, sabe porque sua vida está mais cara? É o PPI do Bolsonaro Ei, sabe porque sua vida está mais cara? É o PPI do Bolsonaro

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 4 de fevereiro de 2021

O que é PPI?

PPI significa Preço de Paridade de Importação. É uma política que passou a ser adotada em 2016, no Governo Temer, e continuada pelo Governo Bolsonaro. Na prática, quer dizer que o valor dos derivados do petróleo variam conforme o mercado internacional e a cotação do dólar. Assim, os combustíveis sofrem reajustes mais frequentes e abusivos. Ou seja, pagamos mais caro pelo gás de cozinha, gasolina e diesel, pois o preço depende de fatores externos.

Como isso impacta na vida das famílias?
É importante lembrar que o preço dos combustíveis tem grande impacto sobre os custos de alimentação do trabalhador brasileiro. Se o preço dos combustíveis sobe, o frete do transporte também aumenta. Assim, alimentos e outros produtos ficam mais caros. Além disso, o recente aumento do gás de cozinha fez com que mais famílias passassem a usar lenha para cozinhar.

O Governo define o preço da gasolina?
O Governo pode definir qual a política de preços será adotada. Entre janeiro de 2003 e junho de 2016, a Petrobrás optou por manter os preços dos derivados de petróleo mais estáveis, reduzindo o impacto internacional. Foi a partir de 2016, após o impeachment, que isso mudou. Agora, os preços dependem diretamente do mercado internacional e do dólar.

E o que a Petrobrás está fazendo?
Estudo do Dieese mostra que entre julho de 2017 e janeiro de 2021, o preço do barril do petróleo acumulou reajustes de 15,40%, mas a direção da Petrobras aumentou em 59,67% o preço da gasolina e em 42,64% o do diesel nas refinarias. Já o GLP (gás de cozinha) subiu 130,79%, oito vezes mais que a inflação medida pelo INPC no mesmo período de 15,02%.

Se vender a refinaria os preços dos combustíveis vão baixar?
Não. Se vender a refinaria vai piorar. Essa política de preço, incentivada pelo governo Bolsonaro, faz parte do processo de privatização. Além do PPI, a atual gestão da Petrobrás reduziu a produção nas refinarias próprias da empresa e anunciou a venda de quatro unidades. Tudo isso abre espaço para empresas estrangeiras colocarem as mãos em nosso patrimônio.

Com informações do Dieese