Petrobrás manda intimação ameaçando trabalhadores em greve Petrobrás manda intimação ameaçando trabalhadores em greve

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 31 de maio de 2018

Na tentativa de pressionar pelo fim da greve, a Petrobrás enviou cartas a trabalhadores e parentes na noite de quarta-feira (30) intimando a categoria a voltar assumir seus posto de trabalho na Refinaria Gabriel Passos (Regap).

Apesar de o Sindipetro/MG ainda não ter sido notificado das decisões do Tribunal Superior do Trabalho (TST), a Petrobrás usou as medidas liminares para ameaçar os trabalhores. Nas cartas de intimação, a empresa afirma que quem não voltar ao trabalho estará sujeito a sanções.

As cartas foram entregues por funcionários da Petrobrás e não por oficiais de Justiça. Em alguns casos, a empresa entregou os documentos em endereços de familiares de operadores em greve e os fez assinar a carta dando ciência da intimação.

Cárcere privado

Além das intimações ilegais, a Petrobrás também está mantendo trabalhadores na Regap há mais de 40 horas ininterruptas. Há relatos de vários operadores que se sentiram mal e precisaram ir ao setor médico.

A gerência da Regap se recusou a negociar com o Sindicato a troca dos trabalhadores e também não acionou sua equipe de contigência para assumir os postos de trabalho e liberar os petroleiros que estão na refinaria desde terça-feira (29).

O Sindipetro/MG entrou com uma ação de cárcere privado na tarde de quarta-feira (30) e um oficial de Justiça esteve na refinaria na madrugada desta quinta-feira (31). No entanto, o Sindicato não foi notificado da decisão para acompanhar o oficial e, até agora, ninguém foi liberado.

O caso já foi denunciado à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Petrobrás manda intimação ameaçando trabalhadores em greve