Plataforma Operária e Camponesa entrega Projeto Energético Popular a Haddad Plataforma Operária e Camponesa entrega Projeto Energético Popular a Haddad

Diversos, Notícias, Tribuna Livre, Novidades, Política | 29 de agosto de 2018

projetoenergeticopopularRepresentantes de movimentos populares que compõem a Plataforma Operária e Camponesa de Água e Energia entregaram ao candidato à vice-presidência da República e representante de Lula, Fernando Haddad, no último dia 20, o Projeto Energético Popular para o Brasil.

O documento reúne propostas com temas relacionados à energia e água, à defesa da soberania do povo brasileiro e à superação do momento de ataques aos direitos, encarecimento da vida do povo brasileiro e desmonte dos setores de petróleo, energia, saneamento, educação e saúde.

A entrega do documento foi feita durante o ato político “Compromissos com o povo brasileiro para a Soberania Energética”, realizado em São Paulo.

“O nosso (plano de governo) não é um plano de uma pessoa, é um plano coletivo de milhares de pessoas, e mais do que isso, é um acúmulo muito grande em relação aos nossos governos. Não é só uma reflexão do presente, se baseia na experiência, e o que nós não fizemos o estamos levando em consideração”, afirmou Fernando Haddad ao receber o documento.

haddadE completou: “Pretendemos esquecer o governo Temer, vamos pegar cada decisão que esse governo tomou, vamos sentar com os trabalhadores e revogar aquilo que fere sua dignidade. Vamos colocar uma agenda para frente, é assim que vamos reconstruir uma trajetória de sucesso”.

O coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Simão Zanardi Filho, destacou a importância da luta pelo monopólio estatal do petróleo, denunciou o desmonte que o governo ilegítimo de Temer tem realizado, e ao final, destacou que a presença nesta atividade era para reafirmar “o compromisso de manter a Petrobrás estatal a serviço do povo brasileiro”.

Participantes

Participaram da reunião os movimentos que constroem a plataforma, como a Federação Única dos Petroleiros (FUP), a Confederação Nacional dos Urbanitários (CNU), a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), o Levante Popular da Juventude, o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), a Central de Movimentos Populares (CMP), entre outros.

Plataforma Operária e Camponesa entrega Projeto Energético Popular a Haddad