Petrobrás altera Benefício Farmácia sem negociação Petrobrás altera Benefício Farmácia sem negociação

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 22 de dezembro de 2022

Com as mudanças no Benefício Farmácia, os beneficiários passam a ter o desconto direto no balcão da farmácia, pagando somente o valor da coparticipação. Está mantida a modalidade de reembolso, porém a solicitação deve ser aberta no Portal do Beneficiário (Programas Complementares > Benefício Farmácia > Reembolso). Essas mudanças, no entanto, foram feitas sem negociação com a categoria.

Em reunião da comissão que discute a AMS, ocorrida no dia 16/12, representantes da categoria petroleira questionaram os gestores da AMS sobre as mudanças no Benefício Farmácia sem negociação com os trabalhadores e aposentados, no apagar das luzes deste desgoverno que veio destruindo a AMS nos últimos quatro anos.

O diretor do Sindipetro/MG, Leopoldino Martins, participou da reunião,  juntamente com outros dirigentes dos sindicatos de petroleiros da Federação Única dos Petroleiros (FUP). Segundo ele, está mantido o sistema de reembolso, no entanto, houve piora no  acesso, aumentando as reclamações de aposentados e pensionistas que não conseguem fazer o pedido de reembolso.

“Uma verdadeira falta de respeito com os aposentados e pensionistas. Os representantes da AMS foram designados para não atender nada e simplesmente negar todas as reivindicações dos trabalhadores. Esperamos que, a partir de 2023, essas mudanças sejam revogadas”, avalia.

Ficou claro para os dirigentes sindicais, que a gestão da AMS dá preferência para o sistema de convênio direto com a farmácia, onde os beneficiários não têm o direito aos descontos dos laboratórios. Este sistema é operado pela empresa PGMED, cujos custos, segundo informaram, a Petrobrás irá bancar.  “A mudança leva a crer que, com a nova modalidade de reembolso, a empresa levará vantagem pois ficará com o desconto do laboratório e aumentará os custos dos beneficiários”, acredita.

Um dos problemas é que quando a compra é feita na farmácia, os valores aumentam e, no final, esse aumento será incluído no custeio, atualmente em 60% da Petrobrás e 40% dos trabalhadores. A FUP também questiona o motivo da retirada do desconto dos laboratórios farmacêuticos através da compra direta da farmácia.

Veja o exemplo com um medicamento no valor de R$600,00, utilizando as duas opções:

1 – COMPRA DIRETA NA FARMÁCIA

Na farmácia, o remédio de R$ 600,00 com o desconto do laboratório fica em 500 reais (valor líquido). Ao aplicar a sua coparticipação de 40% sobre R$ 600,00 (R$ 240,00), o valor a ser pago, na farmácia, será de R$ 360,00.

2 – OPÇÃO PELO REEMBOLSO

Nesta opção, antes havia a previsão de quanto o beneficiário receberia com o percentual da sua coparticipação. Exemplo: no reembolso, aplica-se 40% sobre R$ 500,00 e você recebe R$ 200,00 de reembolso no contracheque, poderia demorar de um a dois meses, e a Petrobrás bancava os R$ 300,00 restantes.

 

Em caso de dúvidas sobre as mudanças do Benefício Farmácia e realização de reembolsos, entre em contato com a Secretaria do  Sindicato pelos telefones (31) 2515-5555 ou (31) 98417-4646