FUP negocia solução para plano de saúde e odontológico de terceirizados FUP negocia solução para plano de saúde e odontológico de terceirizados

Diversos, Notícias, Tribuna Livre | 2 de junho de 2023

Segundo a estatal, contratos com baixos salários e alta rotatividade de pessoal não são compensatórios, pois acabam onerando o contrato a longo prazo


por Sindipetro/MG

No dia 26/05, na segunda reunião do Grupo de Trabalho de Terceirização, a FUP cobrou da empresa solução para uma pauta histórica dos trabalhadores terceirizados. A Petrobrás retomou o estudo para viabilizar a obrigatoriedade das contratadas em oferecer plano de saúde e odontológico para os trabalhadores terceirizados e seus dependentes. Essa é uma demanda conquistada pela FUP e seus sindicatos em 2004 que foi perdida no Governo Temer.

Além disso, a Petrobrás prometeu melhorar o processo de contratação, dando prioridade a empresas que possuam Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que pratiquem salários dignos. Segundo a estatal, contratos com baixos salários e alta rotatividade de pessoal não são compensatórios, pois acabam onerando o contrato a longo prazo.

Por fim, a FUP ressaltou a importância do Fundo Garantidor. Atualmente, os terceirizados representam a maior força de trabalho do sistema Petrobrás e, além de receberem tratamento diferenciado em relação aos empregados próprios, são frequentemente vítimas de atrasos no pagamento de salários e falta de pagamento de verbas rescisórias. O fundo funciona como um serviço de caução, seguro garantia ou depósito bancário, cobrindo todas as obrigações trabalhistas, como salário, 13º, férias, INSS, FGTS e rescisão.